Conselho Diário do Tarot #75 - Entre o amor e a dependência

20-06-2017

Você sofre por amor, não consegue viver sem a pessoa amada, toda sua felicidade depende que este relacionamento dê certo, você só será feliz se ele voltar, ele é estúpido, mas eu o amo mesmo assim, ele me maltrata, mas eu o amo mesmo assim, ele me trai, mas eu o amo mesmo assim, queria fazer uma amarração, quero ele para mim de qualquer maneira...

Se identificou? 

Caso afirmativo, sinto lhe dizer que o que você sente não é amor, mas sim dependência afetiva.

Este tipo de sentimento é muito comum na adolescência, quando estamos descobrindo e aprendendo o que é amor. Mas acontece às vezes, por não desenvolvermos autoconhecimento, consciência ou amor-próprio, de chegarmos à vida adulta com este problema.

O relacionamento de dependência afetiva nunca é feliz, a pessoa dependente  vivencia a relação como se fosse a única alternativa possível, experimenta mais o sofrimento do que a felicidade, na verdade, vive de migalhas de atenção. É uma relação marcada pelo ciúme, insegurança, medo de desagradar a "pessoa amada". Assim, cada vez mais, a pessoa dependente deixa de ser ela mesma, sentindo-se cada vez mais insatisfeita e triste.

É assim mesmo que você se sente?

Quer mudar?

Se você quer, o primeiro passo já foi dado. A partir daí, você terá que iniciar uma longa jornada, onde você terá que aprender a se valorizar, se conhecer, descobrir suas qualidades e encantos, compreender que você merece ser feliz com alguém que reconheça isso tudo em você e, finalmente se libertar.

O Tarot pode ajudar muito neste processo, pois é uma ferramenta de autoconhecimento e mostra o caminho a percorrer. Também há outras formas, basta você querer e descobrir por si própria. É o seu caminho, é a sua libertação.

Seja livre, seja feliz.

Você merece.

Como complemento, deixo para você um vídeo com algumas palavras de uma psicóloga, falando sobre este assunto.

Paz e Luz.