Conselho Diário do Tarot #161 Se ajudar, para ajudar e ser ajudado

13-11-2017

Você leu com atenção o título deste texto? Entendeu? Percebeu que existem condições subentendidas ali? Vemos três ações claras:

1. Se ajudar

2. Ajudar

3. Ser ajudado

É uma sequência, para ajudar, precisaremos nos ajudar primeiro e, para sermos ajudados, precisamos ajudar. Conseguiu acompanhar? Calma, vamos por partes.

Eu gosto muito de falar da vida, afinal, estamos experimentando o tempo inteiro esta experiência, VIVER, estar vivo, existir neste plano, ter nascido neste planeta. Você acha que está aqui por acaso?

Por que você está vivendo? 

A resposta para esta pergunta pode ser bastante ampla, alguns vão dizer até que não há sentido algum para a vida, lembra um pouco a música de Gonzaguinha, que tenta definir, em vários posicionamentos e opiniões, o que seria a vida, mas, ao final fica "com a pureza da resposta das crianças", definindo apenas a vida como BONITA, complementando que precisamos "viver e não ter a vergonha de ser feliz, cantar, na beleza de ser um terno aprendiz..."

Mas por que estou falando sobre a vida para explicar o título deste texto? Porque tem tudo a ver. Todos nós estamos conectados, você não nasceu sozinho neste planeta, sua vida é feita de conexões. E é preciso perceber e entender isso, para compreender como a vida funciona.

A primeira coisa que temos que entender é que a vida é bonita. Sim, com todas as dores que ela traz, todas as angústias, sofrimentos, decepções, A VIDA É BONITA, é bela, vale a pena ser vivida, não importa o contexto.

Precisamos nos ajudar a compreender isso, para de olhar para os problemas e começar a olhar para a vida, para as pessoas que estão à nossa volta, que estão no mesmo barco. Sabe a primeira coisa que acontece quando fazemos isso? É perceber que não somos os únicos que sofremos. Você sabia disso? Sabia que o seu problema não é o único e nem o maior do mundo? Pois é...

Aí, quando você se ajuda a entender que o mundo não gira ao seu redor e que existe o outro, o próximo, alguém que está tão angustiado ou mais do que você, fica muito mais fácil entender a vida. E, se dermos o segundo passo, vamos começar a ver claramente a beleza de viver. E o segundo passo é AJUDAR.

Quando você percebe a dor alheia, se identifica e oferece a sua ajuda, é como se você estivesse curando a si próprio. E é aí que começa o terceiro passo: SER AJUDADO.

Então, vamos parar de ter uma visão mesquinha e egoísta da vida, vamos olhar para o nosso amiguinho, vamos entender que, enquanto sozinhos, somos fracos, mas juntos podemos ser invencíveis.

Não assuma que já sabe tudo sobre a vida, ao contrário, seja o eterno aprendiz, se ajude, ajude e seja ajudado.

Paz e Luz.