Conselho Diário do Tarot #122 - O seu cálice transborda

21-08-2017

Eis a grande questão: como ser feliz no Amor?

A primeira coisa que precisamos entender é que não existe uma fórmula mágica, não tem solução imediata, não há amarração, não há truque. Se quisermos realmente encontrar a felicidade no amor, precisamos conquistá-la.

E não tem segredo, como em qualquer outra área da sua vida, você vai precisar de quatro fatores básicos: prática, disciplina, paciência e perseverança.

Você quer ser feliz, todos nós queremos ser felizes. Mas o grande problema nesta busca é quando achamos que a nossa felicidade está relacionada a algo fora de nós, achando que quando conquistarmos algo ou algém, finalmente seremos felizes. Lembre-se, a plenitude afetiva, a satisfação em um relacionamento é muito mais do que preencher um vazio ou uma carência por alguém.

Se você pensar assim, vai sempre achar que não é feliz porque não tem um parceiro que realize seus sonhos, aquele príncipe encantado que vai suprir as suas necessidades. Só que tenho uma péssima notícia para lhe dar: este príncipe não existe.

Encontrar um amor é simples, mas só quando você está equilibrada e em harmonia com a sua autoestima e poder pessoal. Tudo se torna mais complicado quando você está carente, com baixa autoestima, desvalorizada e quer encontrar alguém que supra tudo isso que falta em você. Ninguém vai suprir.

Mas, como podemos nos equilibrar? É aí que entra o que eu disse anteriormente, sobre a prática, a disciplina, a paciência e a perseverança. A prática, o seu esforço consciente de se harmonizar e fortalecer internamente, irá levá-la a caminhar na direção da felicidade afetiva. Mas não se engane, não é da noite para o dia que você consegue isso. E é aí que entra a disciplina, para continuar a se conscientizar a cada dia, a paciência, para esperar os resultados e a perseverança, para nunca desistir.

Este é o processo de autoconhecimento, você se conhecer, saber quem você é, apaixonar-se por você mesma.

Paz e Luz